Segurança Informática

As pessoas e as empresas estão cada vez mais atentos à sua segurança e privacidade.

No entanto desprezam pequenas regras de segurança como por exemplo ter uma palavra passe forte, um antívirus eficaz e permanentemente atualizado, o abandono da sua estação de trabalho sem bloquear a sessão, entre outros.

Modelo básico de segurança informática

No caso dos antivirus, com os preços atuais, não se justifica ter um antívirus gratuito que nos leva ao técnico de 8 em 8 meses, quando aproximadamente 90% dos problemas relacionados com o parque informático tem origem virulenta.

Quantas horas por vezes se perdem e tentar resolver um problema que poderia ter sido evitado? Qual o custo que essa paragem de produção teve na empresa? Será que a paragem de uma hora do Sistema de Informação não custará mais do que um antívirus de topo?

Nas empresas temos de ser mais rigorosos, prever ameaças, planear o que fazer se uma ameaça se concretizar, backups atualizados, um dentro das instalações e outro fora das instalações, garantir que a sua comunicação sem fios ou com fios não é intercetada entre outros, se necessário contratar hotspots em casos de catástrofe (mas antes desta acontecer!!!)

É também muito importante a segurança física dos principais locais de armazenamento de dados

A segurança da empresa passa cada vez mais pela segurança da sua informação, esta quantas vezes saída pelas mãos de colaboradores ou programas de interceção.


A PCPAC segue as normas do ISO17799 referente à segurança da informação. A sua certificação ou não poderá ser concretizada pelo cliente.

O símbolo de garantia do ISO17799 é uma mais valia para os clientes que assim sabem que a sua informação tantas vezes confidencial, está segurança, transmitindo maior confiança ao mesmo.

 

 

Visite-nos no Google+